Blog Aqui vamos conversar, refletir e de certa forma conviver.

Momento bíblico - quarta feira, 28 de setembro 2011

O evangelho lido hoje nas comunidades (Lucas 9, 51 - 56) conta três tipos de vocações no seguimento de Jesus. Este está caminhando para Jerusalém, isto é, a sua páscoa. O texto diz que Jesus e os discípulos iam pela estrada quando alguém (da estrada) falou: "Eu te seguirei para onde quer que você vá". Jesus ia para enfrentar a morte, a cruz. Por isso, ele responde: "As raposas tem covas, os pássaros tem ninho. O Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça". Esta resposta significa: Você não sabe o que está pedindo. Ninguém é capaz por si mesmo de seguir Jesus em seu caminho pascal. Ele tem de chamar e você tem de receber o chamado e assumi-lo. A outro é Jesus que chama segue-me, mas ele responde: Deixa-me primeiro ir enterrar meu pai. Certamente, Jesus nunca impediria ele ir enterrar seu pai, mas ele não deveria usar nenhum pretexto, nenhuma outra coisa entre o chamado de Jesus e a sua resposta. A resposta teria de ser simples e imediata e aí sim o próprio Jesus o mandaria enterrar seu pai. Do mesmo modo ao terceiro que Jesus chamou, disse: Quem põe a mão no arado e depois olha para trás não está pronto para o reino de Deus". Essa radicalidade hoje é às vezes apresentada como rigidez ou mesmo dureza de Jesus. Não é. É uma exigência necessária diante da urgência e gravidade dos problemas do mundo e implica uma auto-entrega confiante. Sinto-me feliz neste caminho como nunca seria em outro e embora me sinto nem sempre fiel e coerente, cada vez, opto por retomar essa totalidade da minha vida no discipulado de Jesus.

Marcelo Barros

Camaragibe, Pernambuco, Brazil

Sou monge beneditino, chamado a trabalhar pela unidade das Igrejas e das tradições religiosas. Adoro os movimentos populares e especialmente o MST. Gosto de escrever e de me comunicar.

Informações

contato@marcelobarros.com