Blog Aqui vamos conversar, refletir e de certa forma conviver.

Conversa, sexta feira, 17 de junho 2016

Minha vigília dessa madrugada é agradecendo a Deus o encontro dessa noite com umas vinte pessoas que moram em Brasília ou cidades satélites. Na casa dos meus amigos Luismar e Zezé vieram Ivo Poletto e Joana, dos meus velhos tempos da CPT. Arcelina, amiga jornalista que prepara uma viagem a China onde vai tentar compreender melhor a cultura confucionista e a situação dos cristãos na China... Paulo Quermes que foi noviço meu em Goiás, hoje, doutor em Ciências Políticas, está inserido no Candomblé... Mas, ao mesmo tempo continua apaixonado pelo evangelho de Jesus.

Também gostei de encontrar pessoas do CIMI (Conselho Indigenista Missionário), da fraternidade leiga de Foucault e um casal que organiza em Brasilia os encontros dos "sem paróquia".

Gostei de saber que, cada domingo, esse casal reúne um grupo de pessoas que ouvem juntos a palavra de Deus, partilham a vida e celebram juntos, homens e mulheres a memória de Jesus.

Falamos dos desafios da espiritualidade nos dias atuais. Provocaram de minha parte uma espécie de confissão pessoal. Eu contei um pouco minha evolução nesse plano, minhas questões e os desafios que vivo e que percebo... O encontro se concluiu pelo compromisso de aprofundarmos mais a mística da escuta e o compromisso de um diálogo espiritual sempre mais profundo. 

Marcelo Barros

Camaragibe, Pernambuco, Brazil

Sou monge beneditino, chamado a trabalhar pela unidade das Igrejas e das tradições religiosas. Adoro os movimentos populares e especialmente o MST. Gosto de escrever e de me comunicar.

Informações

contato@marcelobarros.com